segunda-feira, 26 de julho de 2010

Depoimento - Meu Marido e a Reforma da Casa de Praia - (com fotos)

Oi. Eu sou Natália, tenho 26 anos e sou casada com Cláudio há mais ou menos um ano. Eu já tive vários namorados antes do Cláudio e me sinto uma garota realizada sexualmente, pois sempre realizei todas as fantasias que tinha tido até então.


O Cláudio recentemente resolveu comprar um apartamento no litoral, porque ele sabe que gosto muito de praia. Como eu tenho um corpo bonito, adorava colocar meu bikininho e sair para tomar sol na praia. Sempre que ficava na praia podia perceber que era bastante cobiçada pelos olhares masculinos. Eu sei que modéstia a parte sou muito gostosa. Logo depois da adolescência, pude notar que a minha bunda e coxas se desenvolveram bastante e me tornaram o que os homens por aí chamam de "cavala". O Cláudio ficava com ciúmes, mas no fundo eu sabia que ele gostava, pois toda vez que ía compra um bikine novo ela sempre acabava escolhendo o menorzinho...risos. O último que comprei para ir nesta temporada na praia, foi um branco que ficava bem encaixado na minha bunda. Eu me sinto muito gostosa com ele. Todo mundo sempre comentou que eu tenho um belo rabo e eu tentava valorizar ele, sempre usando saltos e fazendo ginástica para os glúteos. Toda essa atenção que eu dava a minha bunda acabou fazendo com que eu ficasse viciada em sexo anal. Eu adorava fazer com o Cláudio pois ele tem um pau pequeno, no tamanho certo para se transar por tráz, e cheguei a fazer com quase todos os meus ex-namorados. Eu já tinha muita experiência no sexo anal e praticava sem lubrificantes. Não sentia a menor dor, só prazer. Adorava sentir a pica toda dentro do meu rabo e sabia que isso deixa qualquer homem maluco. Além do que eu sabia que com sexo anal não existia a possibilidade de engravidar.

Eu sou muito ativa sexualmente e uma coisa estava me incomodando muito nas últimas semanas. Era alta temporada na praia, eu sempre indo tomar sol, vendo aquele monte de homens lindos, levando cantadas e o Cláudio só se preocupava com a reforma da nossa cozinha!

Ele mal ficava em casa, procurando os materiais, os pedreiros e estas coisas da reforma. E eu tava louca pra transar, mas ele estava super preocupado com a reforma.

Eu fiquei meio puta com a situação: como ele podia deixar uma mulher gostosa como eu, sedenta por sexo sem dar uma trepadinha por semanas só por causa de uma droga de uma cozinha?

Eu estava desesperada e todo o dia quando voltava da praia, tomava um banho gelado para ver se passava o tesão e ía comer num restaurante por kilo perto do apartamento.

Num destes dias, encontrei neste restaurante o Júlio. Ele era vizinho do mesmo prédio em que eu morava, e eu o conhecia de vista. Era casado e um pedaço de mal caminho...risos. Eu achava ele um gato. Alto, forte, não muito malhado mas um cara gostoso, daqueles que a mulherada comenta quando vê. E ainda por cima ele era muito simpático. Ele estava vestindo uma camiseta e um shorts, dava para ver aquele coxão musculoso e eu como sempre tinha curiosidade para saber como era a ferramente dele...

O Júlio perguntou se podia sentar comigo, pois a mulher dele estava com a sogra dele e as crianças na cidade. Na hora eu não achei que iria rolar alguma coisa. Eu não queria trair o Cláudio e pensava que o Júlio fosse um cara 'sério', mas...

Conversa vai, conversa vem, eu contei da reforma dos FUNDOS para ele. Ele riu meio sacana e perguntou como eram os meus fundos. Eu fui entrando no clima e falando que era bem APERTADINHO, mas com jeitinho dava para COLOCAR MUITO COISA LÁ DENTRO. O safado falou que era bom, e que no caso de precisar dar uma PINTADA ele estava a disposição. Aí eu brinquei que o meu marido já estava há um tempão querendo dar uma pintada, mas que eu só via ele ameaçando com BROXA na mão.



O papo estava animado e eu estava com meu bikininho branco e a canga. Dei uma cruzada de perna e fiquei esfregando meu pezinho naquela coxa de macho, meio que sem querer, só para ver a reação dele. Eu dei uma olhada no seu shorts e a barraquinha tava toda armada risos. Aí não deu para segurar mais e falei se ele não queria dar uma olhada na minha COZINHA.

Vou confessar que fiquei meio constrangida de passar na portaria com aquele homem ao meu lado e com medo de ficar falado no prédio por causa do porteiro, mas não podia perder aquela chance!

Assim que entramos na sala, ele já foi me beijando e tirando a minha canga. Eu estava adorando, mas não queria parecer muito oferecida. Fugi para a cozinha e disse que o Cláudio podia chegar a qualquer momento, que eu tinha vergonha... (isso eu já tinha perdido completamente...risos). Encostei na pia da cozinha e empinei a bunda para ele, só para mostrar as minhas reais intenções. Ele chegou por tras e tirou o shorts e foi pegando pela alcinha do bikine e puxando para baixo como se estivesse desembrulhando um presente. E que presente, não acham??? Eu fui gemendo e sentindo seu cacete roçando por tras. Ái eu disse que estava fértil. Ele falou para eu relaxar que ele ía comer só o meu cuzinho...Nem sabia se estava mesmo no período fértil, mas tava louca pra dar o rabinho pra ele.

Estava tão gostoso que eu nem me mexia, fiquei lá paradinha com o meu rabinho empinado e louca por pica, e contei uma mentirinha para ele: disse que meu cuzinho era virgem!

Ele levantou sua camisa e abriu meu rabo dando uma boa olhada e só gargalhou: -"Cuzinho virgem? Conta outra...risos"

Aquele jeito dele me deixava louca. Ele despertou a puta dentro de mim, daí eu empinei mais ainda a bundinha e pedi baixinho para ele foder o meu cuzinho. Ele ficava só me provocando, falando que aquele cú já tinha levado muita rola e que ele iria arromba mais ainda, e que eu era uma puta que dava pra qualquer um na rua.

Eu estava me sentindo mesmo uma puta e estava adorando. Só quem já deu assim sabe como é gostoso e o Júlio mandava muuuito bem no meu rabo. Ele sabia manejar bem o cacetão.

Eu fiquei um tempo só recebendo aquela rola gostosa e dando uma reboladinha de vez em quando só para provocar, mas chegou uma hora que eu não aguentei mais empurrei tudo pra tras me segurando na pia da cozinha e sentindo as bolas dele baterem na minha bocetinha, e nós dois gozamos gostoso. Eu tentava não gritar, mas acho que metade do prédio escutou a gente fodendo. Nisso, nós ouvimos um carro na garagem chegando. Eu achei que era o Cláudio, aí nos limpamos rapidinho, eu dei um selinho nele e disse que ele poderia voltar a hora que quisesse para ajudar na reforma da casa.

5 comentários:

  1. poh legal muito boa historia QUERIA SER O JULIO ........

    ResponderExcluir
  2. Legal, Eu já comi casadas e gostei algumas interessadas entrem em contato pelo e-mail eumeamo1957@gmail.com ou me ligue(81) 8648-4104 moro em Recife, tenho 50 anos e muito Carinhoso e safado posso atender em domicilio principalmente as casadas carentes

    ResponderExcluir

  3. Desejo conhecer casais liberais ( Heteros iniciantes ou não, adultos, discretos,decididos sem problemas de relacionamento e de preferência realmente casados ou estavéis, que vejam o menage masculino como um desejo comum entre ambos, como tambem mulheres no mesmo perfil que desejem uma aventura onde a amizade e cumplicidade seja preponderante. Sou um homem (solteiro, simples nos habitos, discreto, maduro na personalidade e adulto no caratér, bastante liberal na sexualidade, mas nunca vulgar nas atitutes,gosto de voyerismo e brincadeiras junto com os (a) parceiros, Não curto Drogas,não Fumo, bebidas alcoolicas sem excesso, sou de sp mooca . Desejo fazer amizade e se encontrar casal para relacionamento fixo, com controle de encontros totalmente feito pelo casal. Amizade, Cumplicidade e bom relacionamento e o que busco
    tenho 48 anos ,branco. alto . dote grande e bem grosso , simpatico e muito higienico tel WHATSAPP VIVO 011 997737906 skpe PARCEIROAMIGOSP OU CEL CLARO 011 969258971 ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir

  4. Desejo conhecer casais liberais ( Heteros iniciantes ou não, adultos, discretos,decididos sem problemas de relacionamento e de preferência realmente casados ou estavéis, que vejam o menage masculino como um desejo comum entre ambos, como tambem mulheres no mesmo perfil que desejem uma aventura onde a amizade e cumplicidade seja preponderante. Sou um homem (solteiro, simples nos habitos, discreto, maduro na personalidade e adulto no caratér, bastante liberal na sexualidade, mas nunca vulgar nas atitutes,gosto de voyerismo e brincadeiras junto com os (a) parceiros, Não curto Drogas,não Fumo, bebidas alcoolicas sem excesso, sou de sp mooca . Desejo fazer amizade e se encontrar casal para relacionamento fixo, com controle de encontros totalmente feito pelo casal. Amizade, Cumplicidade e bom relacionamento e o que busco
    tenho 48 anos ,branco. alto . dote grande e bem grosso , simpatico e muito higienico tel WHATSAPP VIVO 011 997737906 skpe PARCEIROAMIGOSP OU CEL CLARO 011 969258971 ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir